Comentários estão desligados para este post

Diocese: Exposição “O Porto e as Igrejas”

Concebida pelo designer João Borges, a exposição “O Porto e as Igrejas” dá a conhecer, através da objetiva do fotógrafo Egídio Santos com algumas imagens inseridas em painéis retroiluminados, os edifícios religiosos da Invicta que, além do seu valor histórico e artístico, constituem importantes marcos da identidade e da memória coletiva da cidade.

Esta mostra estará patente até 28 de novembro na Galeria dos Benfeitores, no MMIPO.

Desenvolvida pelo pelouro da Educação da Câmara do Porto, em parceria com a diocese, a exposição e o livro “O Porto e as Igrejas” foram coordenados pelo professor Rui Nunes.

Nesta exposição também se evoca a memória de um dos seus principais impulsionadores, D. António Francisco dos Santos, recentemente falecido.

Do texto que o antigo Bispo do Porto escreveu para o livro “O Porto e as Igrejas”, intitulado “A Igreja na Cidade”, retiraram-se estes excertos que tão bem caraterizam o espírito desta iniciativa: “O número de igrejas e sua plurifacetada missão dizem-nos quanto a cidade lhes deve na moldura da sua alma, na vida das suas gentes, na génese dos seus valores, na grandeza da sua história, no apelo à transcendência que aí se encontra e no serviço permanente que aí se presta. A sua presença harmoniosa, distribuída pelo todo urbano, revela-nos como algumas vezes as igrejas procederam a cidade, para que à sua volta se constituíssem as comunidades humanas; outras vezes as igrejas vieram ao encontro de novas zonas habitacionais e de diferentes aglomerados de população, para que ninguém faltasse um lugar de culto, uma casa comum e um sinal de presença de Deus no meio do seu povo.”